Você utiliza o Visual Merchandising a Favor da sua Loja?

  • Cléo Fink POR: Cléo Fink
  • 17 / 07 / 2018
  • Artigos

 Você atua no varejo de moda e não utiliza o Visual Merchandising a favor da sua loja? Ou pior, nunca nem sequer ouviu falar sobre?!

Saiba que Visual Merchandising é uma das principais ferramentas de marketing que tem como principal objetivo contribuir diretamente na venda.

Se você ainda acredita que isso não é importante para sua loja vender mais é melhor rever esses conceitos…

Eu vou te ajudar entender melhor essa atividade…

A Evolução do Visual Merchandising

Até o século 18, as lojas deixavam as mercadorias guardadas nos estoques, na época não existiam prateleiras nem vitrines, nenhuma operação mantinha as mercadorias expostas.

Quando o cliente chegava na loja em busca de alguma coisa, parava na frente do balcão, fazia o pedido, e o ‘’balconista’’ ia buscar o produto no ‘’depósito’’.

Foi em Londres durante um evento muito importante que os primeiros indícios de VM começaram a aparecer e 1930 as lojas começaram a perceber que produtos expostos vendiam mais rápido. As prateleiras começaram a ganhar espaço nas lojas e os donos começaram a entender que até mesmo a forma de colocar os produtos nessas prateleiras fazia uma enorme diferença.

Nascia então o Visual Merchandising onde o processo de compra passou a ser estimulado não mais pela necessidade de compra mas sim, pelo desejo de consumo.

Mas cá entre nós, a era do “balcão” ainda predomina em muitas lojas…

O Visual Merchandising da Realidade

Muitos gestores ainda organizam suas lojas pensando na praticidade de suas equipes, verdadeiras “lojas estoques” lotadas de produtos, balcões espalhados por toda a loja, e equipes com postura de atendentes…

Tem aquelas lojas que possuem estruturas maravilhosas e esquecem do mais importante, a forma como os produtos serão expostos, investem milhões em uma loja, e o produto fica exposto sem “valor”, sem coordenação, sem história, sem nada…

Algumas lojas acreditam que a forma ideal para vender é empilhar tudo na área de vendas achando que “ o que não é visto não é lembrado! ”. (esse aqui eu preciso me aprofundar, por que ele é muito comum em muitas lojas que eu conheço).

Eu me arrisco a dizer a você que esse é o pior erro que você pode cometer, expor todos os produtos de uma loja na área de vendas apenas é possível em lojas de departamentos, ou lojas que possuem um enorme espaço físico, com equipamentos adequados.

Caso contrário, as exposições devem ser feitas de formas estratégicas, estruturas de estoques entram em cena para armazenar produtos extras ou, que não foram possíveis expor…

E o Ponto Chave disso é o papel da Equipe de Vendas.

Sua equipe deve ser treinada para realizar produções para o cliente, devem conhecer estoque/produtos para apresentar ao cliente o que ele deseja quando necessário. Conheça o Treinamento para Equipe de vendas de Lojas de Moda!

E por último tem também aqueles gestores de lojas de moda que ainda não acreditam no poder do VM, acham que isso é só para lojas de shopping…

A grande verdade é que, isso está muito ultrapassado… isso funcionou muito na era do BALCÃO, hoje a era é do CLIENTE!

Na era do cliente o foco está no comportamento de consumo, necessidades, desejos, na capacidade de envolver pessoas através da emoção, sensação e experiências…

Clientes querem entrar nas lojas e ver histórias, se identificar com estilos, comportamentos, produções envolventes, verdadeiras atrações. É por isso que as técnicas de Visual Merchandising são tão importantes!

Hoje em dia o cliente está diferente de alguns anos atrás, está mais maduro, exigente, conectado e lojas e equipes que ainda estão na era do balcão vão ficar para atrás. Guia Completo para Gestão de Vendas, Clique Aqui!

Se o cliente mudou, a exposição dos produtos deve ser outra, layout de loja, vitrine, atendimento, tudo isso e muito mais são formas de sua loja se destacar em meio a imensidão de lojas que buscam apenas vender produtos.

É preciso entender que, independentemente do tamanho da sua loja, cidade é o cliente que deve estar em destaque. Essa história de “ahh mais aqui isso não funciona”, “vitrine clean é coisa de cidade grande” precisa mudar ou então, sua loja será substituída por lojas e gestores mais “ligados” nas transformações que o varejo está vivendo…

Outro ponto é a influência nos gostos pessoais. Muitas vezes gestores que possuem anos de atividade de loja acabam se acostumando a comprar os produtos e expor os mesmos para seus próprios gostos e não para seus clientes.

E muitas vezes não se dão contas das novas oportunidades que estão surgindo. As novas gerações estão aí, representando volumes altos de consumos, e tem lojas focando anos após anos nos mesmos clientes, no mesmo estilo, do mesmo jeitinho de sempre…

É preciso atualizar!

Eu sei que acompanhar uma atividade como o varejo que é tão dinâmico não é fácil, porém é preciso!

Lojas que vem se destacando e garantindo bons resultados, estão preocupadas em utilizar o Visual Merchandising e utilizam todas as ferramentas ao favor da loja.

Leita Também, Por que Contratar uma Consultoria de Varejo para sua Loja?

Uma loja precisa contar histórias, em todo o layout da loja é preciso ter uma exposição que atraia os clientes por mais tempo possível dentro da loja. E nesse aspecto uma loja com um Visual Merchandising adequado pode fazer toda a diferença!

As exposições devem ser focadas em comportamentos de uso, para que os clientes se identificam e sejam estimulados a provar, manusear, sentir cada peça…

Se sua loja ainda está na “era do balcão” é preciso mudar urgente!

Gostou desse artigo, Você utiliza o Visual Merchandising a Favor da sua Loja?

Deixe seu comentário nesse post!

Quer Saber mais Sobre Visual Merchandising?

Entre em contato com nossa Equipe e Saiba como Podemos te Ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *