É Possível Pensar Fora da Caixa no Varejo de Moda?

  • Cléo Fink POR: Cléo Fink
  • 05 / 09 / 2018
  • Conteúdos para Varejo de Moda

É Possível Pensar Fora da Caixa no Varejo de Moda?!

Para responder essa pergunta resolvi escrever sobre.

O principal motivo desse post é para você profissional/gestor do varejo de moda que está buscando se libertar da mesmice e começar a olhar com outros olhos para sua loja.

Se você está cansado de ligar para seus clientes e não ter retorno ou, gastar energia em um “famoso Coquetel de Lançamento de Coleção” sem sucesso, ou ainda, está vendo o fluxo da sua loja despencar dia após dia está na hora de reavaliar o seu modelo de gestão.

Está na hora de começar pensar fora da caixa meu amigo!

O Varejo de Moda está mais ou menos assim:

Algumas lojas buscando novas maneiras de inovar para chamar a atenção dos clientes.

Os clientes por sua vez estão cada vez mais voláteis e migram de um canal para o outro, de uma loja/marca para outra de uma forma nunca não vista.

Adendo (Se alguns anos atrás fidelizar clientes no varejo era desafiador, hoje em dia em meio a revolução digital está muito mais difícil.)

E ao mesmo tempo que alguns varejistas buscam novas formas para capturarem a atenção dos consumidores, tem muita ficha que ainda não caiu…

Explico:

Tem muitos donos de lojas e gerentes de vendas ainda buscando “fórmulas mágicas,” “milagres econômicos”, “ estão na espera das eleições passar” e tudo melhorar, outros lutam para encontrar “vendedores superpoderosos”,  para resolver a falta de cliente e como consequência a falta de resultados…

Tem muita gente praticando “marketing de esperança! ”

Esperança que o segundo semestre os “ventos do mar mediterrâneo sopre ventos melhores”…

Se identificou?

É meu caro, tem muita gente nessa!

E no decorrer desses anos todos que atuo no varejo de moda, cheguei a uma conclusão;

Não existe fórmula mágica e muito menos milagre!

Existe fazer bem feito o que tem que ser feito, pensar fora da caixa e se responsabilizar por seus resultados!

Em quanto você ficar reclamando, esperando a coisa não vai melhorar…

Voltando ao tema inicial, como pensar fora da caixa no varejo de moda?

Tem muitas formas de inovar no varejo de moda, tem muitos lojistas que já estão pensando em novas formas de proporcionar novas Experiências para seus clientes e vou listar alguns exemplos bem bacanas para servir de inspiração.

Vou também listar alguns Dicas para você que já se ligou que tem que partir para a ACTION, ou vai ficar para atrás.

  • Se liberte de Amarras; “isso aqui não funciona”, “isso é coisa de loja grande”, “aqui minhas clientes não gostam disso”, “ sempre fiz desse jeito e deu certo”. Em quanto continuar com esses pensamentos não vai adiantar querer inovar .
  • Engaje sua Equipe; ter uma equipe que esteja aberta ao novo e a pensar em coisas diferentes é fundamental. Se o seu time não estiver conectado com o novo você poderá ter a melhor ideia, não irá ter resultados.
  • Construa Parcerias; está todo mundo aberto a parcerias. A padaria, o café, restaurante estão precisando de clientes…
  • O músico, professor de Yoga, maquiadora, cabeleireiro, esteticista também estão querendo/precisando divulgar/mostrar seus trabalhos.

Para consolidar o exemplo sobre o quanto é possível construir parcerias, o exemplo vem da loja masculina de Joinville –SC A @_expressiva firmou uma parceria com uma barbearia local, e agora tem esse serviço dentro da loja. O cliente pode ir na loja escolher seu look e já deixar a barba feita, não é incrível?

Outro exemplo de parceria vem de um trabalho que foi realizado pela @Expertise em Balneário Camboriú para a loja de moda Beach Wear @alphamarebra .

A loja tinha uma necessidade de captar novos clientes, aumentar fluxo.Uma alternativa que encontramos foi buscar novos clientes em lugares onde o público alvo estaria.

Foi feito a parceria com um salão renomado da cidade, onde criamos um espaço da marca dentro do salão por trinta dias.Captamos mailing de diferentes clientes através de um sorteio, onde todas as clientes que queriam concorrer ao look exposto deveriam preencher um cadastro.

Esses cadastros tinham informações dos novos clientes que eram cadastrados no banco de dados da loja para futuras ações. O resultado foi vários cadastros de novos clientes para serem acionadas e que ficaram conhecendo a marca/loja!

Conheça o Treinamento Gestão de Vendas para o Varejo de Moda, Clique Aqui!
  • Leve Conteúdo para seus Clientes; os clientes estão cansados de lojas/vendedores que só querem VENDER produtos para eles. A sacada é dar conteúdos relevantes!

Um exemplo muito bacana é a loja da @camicado de Balneário Camboriú possui um espaço Gourmet para levar conteúdos para seus clientes. Receitas, dicas de organização, cardápios…

Além de levar conteúdo essa ação retem o consumidor por mais tempo na loja e atraí novos clientes!

Bacana né?

Outro exemplo de Conteúdo vem da loja multimarcas @zendronoficial uma loja multimarcas de Brusque –SC. A loja  inovou com um evento pautado em Palestras focadas em alimentação saudável, com Nutricionistas e Instrutura de Yoga.

 

Foi uma forma inovadora de levar informações pertinentes para as clientes da loja.

Também temos o exemplo da marca do Sul de SC @emptystorebc, a marca possui loja em Balneário Camboriú e para movimentar trouxe a ação de personalização com um dos artistas que assina a coleção da marca.

Apesar de muitos ainda considerarem a personalização apenas uma tendência, para a loja isto já é uma realidade. E o evento foi um sucesso!

  • Tenha um Banco de Dados focado em FATOS e não mais só em DADOS: partindo de um princípio que o importante não é a especificidade e sim a sincronicidade.

Ou seja, não importa saiba meu nome, idade, minha classe social e escolaridade.

O que definirá a relação do vendedor/loja com o cliente será o fato de ele ter se formado na faculdade, vai ser papai/mamãe pela primeira vez, se ele voltou a morar sozinho, passou a fazer exercícios físicos, está indo para a balada todo o final de semana, está viajando uma vez ao mês para as praias do Nordeste, vai casar…

Graças a disseminação da tecnologia, agora podemos atuar com mais sincronicidade na vida de nossos clientes a partir dos fatos sem precisar conhecer dados detalhados de cada um deles.

O que importa são os fatos e não mais os dados!

Cada comportamento desse permitem que uma loja tenha uma relação distinta e possibilita que se construa relação sincrônica como cliente.

  • Causas Sociais: as pessoas querem fazer parte de algo.Sua loja pode se engajar em causas em prol de um mundo melhor. Meio Ambiente, Arrecadações, Doações… Exemplo prático é o Dia das Crianças.

Envolva seu público no mês das crianças, arrecade brinquedos e dê benefícios para seus clientes que se engajarem!

Esses são alguns exemplos de lojas/marcas que já perceberam que é preciso mudar que você e sua loja podem se inspirar sair da caixa e parar de vez com a mesmice!

Já está claro que o consumidor está diferente, agora é preciso alinhar essa percepção com as atitudes e estratégias dos gestores das lojas de moda.

E preciso ir para Ação!

É Preciso Pensar!

O que sua loja vende? Para quem ela vende? Em que eu posso Agregar/Ajudar meu Cliente? Como? Por que? Quem? Quando é o melhor momento para isso?

Não tenha medo das novas ideias. Tenha medo das antigas. São elas que podem inviabilizar seu negócio ou sua carreira. Walter Longo.

É Possível sim pensar fora da caixa no varejo de moda! 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *